Think Tank Tuga

Monday, December 20, 2004

Portugal contemporâneo

Dia de consultas. Uma doente pediu um atestado para não trabalhar. Ok, até aí tudo bem, já que deve estar doente, certo? Não. Tratava-se de uma mulher desempregada, a receber o subsídio de desemprego, e que ainda por cima andava a recusar ofertas de emprego todas as semanas. Porquê, sentia-se muito bem a receber o subsídio sem fazer nenhum, e ainda queria um atestado de incapacidade para o trabalho para poder continuar a usufruir do dinheirinho. Ainda por cima, não tem nenhum problema muito grave, e só vai precisar de atestado em Janeiro, quando for operada. Mas até lá podia trabalhar, não? E já agora, depois da convalescença também. Enfim, isto é o retrato perfeito do país. Não quer fazer nenhum. Parece que têm que ser os pobres emigrantes a endireitar o país, porque já não se pode fiar nos nativos... com tanta gente desempregada, esta mulher está a gozar na cara daqueles que não conseguem arranjar emprego bem como daqueles que trabalham para lhe dar o subsídio.
Apetecia-me ter-lhe dado um par de estalos... enfim, santa paciência...



2 Comments:

  • E não lhe passaste o atestado, pois não?

    By Blogger zedascouves, at 3:50 AM  

  • Nem pensar. Vai trabalhar, porque só lhe faz bem, e ao país também!

    By Blogger Tiago, at 6:55 AM  

Post a Comment

<< Home